Xposure Fotocafe
Monday, May 31, 2004
 


pom, pom, pa, tch, tch, tch...

Monday, May 24, 2004
 


Quase 30 anos depois

Quase 30 anos depois, quiseste ajudar aquele amigo a quem ficaste de arranjar
a campainha. Bastou-te lembrar o nome da rua para, 30 anos depois, te lembrares
que o tinhas deixado pendurado. Quase 30 anos depois querias voltar para a
aldeia onde nasceste e te fizeste... Perguntaste quem te ia levar. Perguntaste
o que tinha sido feito da tua casa... e a tua mulher disse-te que a tinham
vendido, que já não tinham nada em frossos.
Não te acreditaste que 30 anos para ti se esfumaram só porque sim,
talvez porque viveste assim, talvez porque viveste assado.
Agora resta-te esperar, esperar calma e serenamente. Mas eu sei que não consegues.
E eu ajudo-te a não esperar. Descansa, Avô...

Friday, May 14, 2004
 


Foi por uma nesga sr. Pedro Miguel Frade... fiquei tão triste como contente, com essa merda de segundo lugar...

Os Deuses que me permitam a Grande Viagem, para no ano que vem voltar a tentar.

Wednesday, May 12, 2004
 


Mandem bocas, seus fotógrafos artistas. Também me prostituo. E de graça !

Thursday, May 06, 2004
 


"Esse vento frio do Norte",
ou
"O tempo só tem tempo para ele próprio"

Nos dias que correm, olho para trás.
Vejo-me a mim, inquieto e indeciso.
Vejo os meus erros, especialmente os que sei que repetiria hoje,
fosse de que forma fosse ! Pois é !
Caminhando rua do souto acima vejo-me a mim,
o outro eu que já fui descendo a rua, cruzando-me por mim.
Vejo aquele ar de dúvida estampado no meu outro rosto,
e penso: "Hoje saberia a resposta". Mas faria o mesmo.
Isto tudo porque o tempo não tem tempo,
a não ser para ele próprio.
Ele é quando tem de o ser. Um é igual a um.
E então tento saber de que sou feito.
As revistas do consultório dizem que sou um pouco dos meus
e um outro tanto dos outros.
Depois dizem que eu também servi para me fazer,
e eu, claro... fico apenas a saber que Sou.

O Ser não pode evitar um câncro,
mas pode apanhar um comboio.

Tuesday, May 04, 2004
 


Andas tu por aí aventureira, com aquele monstrengo a desbravar o mato da mãe Amazónia, e eu, aqui, a inventar o Texas bracarense...

Monday, May 03, 2004
 


é este o man que me anda a gamar os cd's...


Powered by Blogger